Chuvas no Sistema Cantareira ficam 84% abaixo do esperado para o mês de abril


A Sabesp nega risco de desabastecimento na região.

A média climatológica de chuva para o mês de abril já é bem mais baixa comparando com os meses anteriores. No Cantareira, a média é de 83,2mm e, até o momento, só choveu 13,3mm. A atualização desta terça-feira(26/04), mostrou que o Cantareira opera com 44,3% de sua capacidade, o que indica o valor mais baixo desde 15 de março, quando o volume estava em 44%. Este também é considerado o valor mais baixo para um mês de abril desde 2016(quando o volume caiu para 36,2%).

O menor volume registrado neste ano de 2022 foi no dia 01 de janeiro, com apenas 25%. Enquanto o volume mais alto foi de 45,4%.




No Guarapiranga, choveu 15,8 mm ao longo de abril, o que equivale a 21,8% do esperado. Já no Alto Tietê, a secura foi relativamente menor do que nos outros dois sistemas, mas o nível de precipitação não chegou nem à metade do apontado pela média histórica, de 91,5 mm.

Tendência

O solo já está seco em São Paulo e em Minas Gerais, por isso, mesmo que caia alguma chuva nos próximos dias, não será suficiente para elevar de forma significativa o nível dos reservatórios.

Esta semana, a última de abril, deve terminar com uma frente fria na costa do Sudeste que vai aumentar as condições para chuva em algumas áreas. No entanto, para as regiões de captação do Sistema Cantareira, não há previsão de volumes expressivos.

O mês de maio deve começar apenas com chuva fraca e isolada na região.

 

Com informações do G1 e Terra;

Compartilhe: