No Triângulo Mineiro, reservatórios de Água Vermelha, Marimbondo e São Simão caem pelo 2º mês seguido


Emborcação e Nova Ponte tiveram aumento nos volumes de água.

Pelo 2º mês seguido, os reservatórios das hidrelétricas de Água Vermelha, Marimbondo e São Simão tiveram queda no nível de água represada. Por outro lado, lagos das usinas de Emborcação e Nova Ponte estão mais cheios pelo segundo mês seguido.

A informação é do levantamento feito pelo g1 a partir das atualizações das hidrelétricas do Triângulo Mineiro que fazem parte do subsistema Sudeste/Centro-Oeste do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). A análise é feita constantemente desde 2021, quando o Brasil passou por grave crise hídrica.




A comparação foi feita dos dados atualizados em 19 de junho com o resultado do dia 19 de maio.

De acordo com a análise, mesmo com quedas, no mês passado as 5 hidrelétricas da região estavam com o volume útil acima dos 40%. Agora, a usina de São Simão está com 37,47% e é a única com menos de 40% da capacidade total.

Como apontado pelo climatologista Lanzoerques Júnior em maio, apesar dos níveis dos reservatórios no período, a situação não é a ideal em relação à capacidade total do subsistema, uma vez que o período de estiagem está começando. Também vale lembrar que, quanto mais próximo de 100% da capacidade, melhor.

“Enxergo os dados apresentados neste momento como um período seco igual ao do ano passado, que foi um ano ruim. Ou seja, a previsão é pessimista, pois 2021 foi um ano com período seco bem acentuado. No entanto, não acredito que seja pior, em análise neste primeiro momento”, disse o especialista.




Leia no g1 a matéria completa com análise de cada reservatório da região do Triângulo Mineiro.

Compartilhe: