Reservatórios do Sudeste/Centro-Oeste devem fechar o mês de julho com um volume de 61,2%.


Chuvas na região ficarão abaixo da média histórica do período.

O boletim do Programa Mensal de Operação (PMO) com as previsões do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), para a semana de 16 a 22 de julho, aponta que os reservatórios do Sudeste/Centro-Oeste devem fechar o mês com níveis de 61,2%. No mesmo período, em 2021, os reservatórios desta região registravam apenas 27,6% de energia armazenada. Ontem, 14/07, o conjunto de reservatórios desta região estava em 64,12% de seu volume máximo.

As demais regiões permanecem com níveis acima de 80%. No Norte, a capacidade de armazenamento deverá atingir 93,5%, e no Nordeste e no Sul, 81,7% e 81,3%, respectivamente.




As previsões das afluências nas regiões Norte e Sul são iguais e a Energia Natural Afluente (ENA) alcançará 83% da média histórica. No Nordeste, as afluências poderão chegar a 74% da média. nas regiões Sudeste e Centro-Oeste as afluências deverão ficar em 65% da média histórica ao final do mês. Em razão do avanço de duas frentes frias pelas regiões Sul e Sudeste é esperada chuva fraca nas bacias dos rios Jacuí, Uruguai, Iguaçu e em pontos isolados acima da Represa de Itaipu no início da próxima semana.

O documento destaca ainda o avanço da carga de energia, com um crescimento de 1,2% na demanda do Sistema Interligado Nacional (SIN), se comparado com o mesmo período do ano passado. Nas regiões Sudeste/Centro-Oeste e Norte também foi constatado incremento, com índices de 2,3% (37.907 MWmed) e 4,6% (6.213 MWmed). Já nos subsistemas Nordeste e Sul, a variação de carga prevista é de redução de 3,2% (10.587 MWmed) e de 0,1% (11.513 MWmed), com relação a julho de 2021.




A íntegra do boletim está disponível no site do ONS.

Compartilhe: